A Biomech® produz palmilhas ortopédicas, para tratar e prevenir dores articulares e musculares e palmilhas de contato total, para prevenir úlceras e auxiliar no tratamento final de úlceras em cicatrização.

Palmilhas ortopédicas:

A presença de dores na coluna, no quadril, joelho, tornozelo e pé pode ser conseqüência de posturas e movimentos inadequados dos pés. Dessa forma, o uso de palmilhas ortopédicas, adequadamente indicadas a partir de uma avaliação fisioterapêutica completa, pode auxiliar na prevenção e no tratamento dessas dores. Converse com seu médico ou fisioterapeuta sobre os benefícios das palmilhas ortopédicas e agende uma consulta com um dos fisioterapeutas Biomech® para avaliar a necessidade do uso dessas órteses

........................................................................................

Palmilhas de contato total:

Todo paciente com Diabetes, Hanseníase, Artrite ou que possui outra condição que coloca os pés em risco de desenvolver feridas, podem se beneficiar do uso de palmilhas de contato total, sejam elas aplicadas antes mesmo do aparecimento de qualquer ferida, para prevenir o desenvolvimento delas, ou com o objetivo de auxiliar no tratamento específico dessas feridas e evitar seu reaparecimento. O grande vilão para o pé destes pacientes é o aumento da pressão em certas regiões dos pés. Muitas vezes, a presença de calos nos pés é um indício de pressão excessiva. Caso você tenha alguma destas condições e sinta sensações de dormência, queimação, formigamento, agulhadas, dores nas pernas (que aparecem durante o movimento e melhoram no repouso), pontos com coloração diferente na planta dos pés, procure o seu médico ou entre em contato com os profissionais da Biomech® para maiores informações.


 

Cuidados com pés insensíveis:

- Lavar os pés com água morna e sabonete (testar a temperatura da água antes de entrar);
- Secar bem os pés (principalmente entre os dedos);
- Hidratar os pés com exceção dos dedos (nunca passar hidratante entre os dedos);
- Exame visual com espelho em local bem iluminado (tente observar a presença de bolhas, calos, fissuras, frieira, vermelhidão);
- Caso não consiga fazer o exame visual sozinho, peça ajuda de outra pessoa;
- Usar calçado adequado durante todo o dia (ver orientações);
- Examine o calçado antes de colocá-lo para remover qualquer objeto estranho em seu interior;
- Sempre usar meia branca de algodão sem costura (é mais fácil de visualizar sangue ou secreções na cor branca);
- Evitar meias de Nylon e nunca andar sem meia;
- Evitar chinelos, calçados com bico fino e sapatos com saltos acima de 2 cm;
- Não lixar a sola dos pés ou remover calos e cutículas;
- Cortar as unhas quadradas e com limite de segurança;
- Lixar as laterais das unhas, arredondando-as;
- Avaliar os pés anualmente caso não apresente alteração (insensibilidade, deformidades, doença vascular...);
- Avaliar semestralmente caso apresente alguma alteração;
- Caso apresente 2 ou mais alterações, avaliar os pés de 3 em 3 meses;
- Ao menor sinal de lesão na pele procurar um profissional capacitado.

........................................................................................

Como escolher um calçado adequado para os pés insensíveis:

- Prefira calçados com palmilha removível. É mais fácil de limpar e procurar objetos estranhos no interior do calçado;
- Forro interno de couro macio e sem costuras aparentes;
- Frente do calçado mais alta e larga para acomodar bem os dedos;
- Fechamento por velcro ou cadarço para permitir regulagem perfeita aos pés;
- Solado plano, sem salto e em forma de mata borrão (rocker);
- O tempo de uso de calçados novos deve ter aumento progressivo;
- Inspecionar os pés após uso.

Rua República Argentina, 665 - Sion - Belo Horizonte/MG - Telefone: Breno (31) 8579-9276